sábado, 5 de dezembro de 2009

A chuva cai [let it fall]

Mais cedo, assim que colocou os pés dentro do barco, olhou o céu e soube que choveria.
Ao contrário do que imaginou, as nuvens prenderam a respiração a tarde inteira, segurando seu choro.
O barco girou e girou, por fim voltou ao começo. Nenhuma gota.
Cumprido o dever, seguiu para casa. Entrou no metrô, horário de rush, pico, boom. Muita gente, muita conversa. Um homem e uma mulher trocavam conversas triviais e pareceram puxá-la para o assunto 'Pra que mulher carrega bolsa tão grande, né?'. Sorriu educadamente e mostrou o que trazia dentro da sua: um livro. Retirou o livro, sorriu novamente e pôs a ler. Ok, acho que eles entenderam que não queria conversa.
Descendo na estação, avançou até a saída como quem busca ar. E era o que buscava.
Assim que colocou os pés no primeiro degrau da subida, olhou o céu e viu as nuvens negras, bochechas infladas.
Abriu o pequeno guarda-chuva e iniciou o caminho para casa. Começaram os primeiros pingos, gotas grossas, grudentas. O pequeno guarda-chuva protegia somente a bolsa e o livro. Estava ótimo. Poderia seguir.
A chuva engrossava, não fazia mais represa de si mesma.
Os sapatos escorregavam. Descalçou-os e colocou a salvo junto da bolsa e do livro embaixo do pequenino abrigo. E caminhou.
As gotas escorriam-lhe, os pés brancos mergulhavam na água fria. A caminhada foi bem mais lenta do que o normal, aqui e ali os pés sentiam pedras.

Olhou para o céu. Desejou que continuasse a chover assim eternamente.
Queria poder se livrar da bolsa, do livro e dos sapatos.

E seguir caminhando na chuva para sempre.

Cai a chuva.
Deixa cair.

~~~



let it fall (lykke li) - tradução livre e despreocupada e preguiçosa

deixo cair
então eu choro

em momentos de fraqueza eu choro
porque eu gosto do jeito que as lágrimas combinam com minha bochecha
nos momentos sombrios eu choro
oh, como eu amo o jeito que as lágrimas suavizam meu rosto

eu gosto do choro suave, molhado
gosto da minha maquiagem toda arruinada
então eu choro muito, deixo cair
e não irei parar até que todas as minhas lágrimas tenham sido derramadas

deixo cair
curto este momento
porque é tão bom quando deixo toda a minha água cair
pinga-pinga até não conseguir parar
não consigo parar
e eu espero abatida
pinga-pinga até não conseguir parar
eu choro por você, choro por você
choro porque não posso evitar
então o choro corre e cai

e não vai parar de jeito nenhum

então eu choro
e não irei parar até que todas as minhas lágrimas tenham sido derramadas
deixo cair

~~~

Tirinha!


extraída de Ryot Iras¹

¹ amo essas tirinhas :)
não, eu não o conheço e nem estou fazendo propaganda ¬¬

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! Existem pessoas