segunda-feira, 17 de maio de 2010

O Óbvio Ululante*

Óbvio
Adj. Diz-se daquilo que não requer esclarecimento ou explicação, por ser evidente, manifesto, patente. 

&

Ululante
Adj. Que ulula, que uiva. / Semelhante a voz triste e lamentosa / Grito aflitivo.

Fonte: joga no google, gente...


Olhava fixamente o grande espelho, desligada do entra-e-sai de pessoas no ambiente. Não adiantaria. De qualquer forma alguém a enxergaria ali, parada, e conversaria com ela. Sobre o clima, sobre a fofoca do dia, sobre coisas. A porta abria, fechava, lá viria outra mão a empurrando. Não estava há muito ali, mas o tempo não importava. Era questão de relógio e ela não o possuía.

O óbvio aconteceu.
"Oi, tudo bem? Menina, você viu o que fizeram com o Beltrano? Ah nem, horrível."
Entre um grunhido afirmativo e outro, tentava ser social.
"Ai, queria saber sobre o que tá acontecendo... ninguém nunca me conta nada! E o cabelo? Mudou de vez? Achei legal, mas não tenho coragem de mexer no meu. Minha cabelereira nem deixa eu cortar um tantinho só e..."
Ok, grunhidos não funcionavam. Ela ligou a torneira e começou a molhar as mãos, cabeça baixa, concentrada. A outra convenceu-se que dali nada de bom sairia... despediu-se e correu atrás de alguém menos lacônico.
Ela pensou em ir embora, mas não podia. Havia ainda 3 horas de jornada pela frente. Não podia ficar ali esse tempo todo. O que fazer?

O ululante aconteceu.
Sem perceber abriu-se um grito dentro do seu peito. Algo pungente, agonizante. Era ar que lhe faltava, mas não voz. Lágrimas correram e, junto a elas, o barulho subia. Foi surpresa perceber que a autora daquela lamúria ascendente era ela mesma. Levou a mão fria da água à boca, precisava interromper-se. O som abafado era mais triste ainda, mas não conseguia respirar pelo nariz. E para respirar, destampou a boca...
O grito percorreu cerca de 5 andares do prédio.

Neste exato momento, uma mulher contava para outra curiosa ouvinte o que haviam feito com o Beltrano...


---

*Óbvio Ululante é título de um dos livros de crônicas do célebre Nelson Rodrigues. Clica aqui pra ler mais sobre este Engraçadinho (rs)

---

4 comentários:

  1. Primaaaa lindo o texto p variar....
    obrigada pelo selo d qualidade, fazia tempo q eu não entrava no blog.
    quero aprender a pô selo no seu tb.
    Bjoooo
    Luciana

    ResponderExcluir
  2. Sara, Sara, Sara-sá-rá-rá.

    Demorei, mas vim agradecer pelo selo, sua indicação foi uma surpresaa muito feliz pra mim, principalmente vindo de alguém que escreve tão bem. Um brigadão mesmo =D

    Mas hein, de todos os meus preconceitos e desgostos habitantes no meu coração o Nelson Rodrigues está no Top 5.

    Ululante!

    ResponderExcluir
  3. O Ululante é bem angustiante também. Sua precisão descritiva torna tudo muito angustiante.

    E pode parecer estranho, mas gosto de ler coisas angustiantes. =)

    Um beeijo!

    ResponderExcluir

Oi! Existem pessoas