sábado, 27 de novembro de 2010

Sadomasô?

Você me machuca, eu volto.
Enterra o espeto em mim, levanta a carne... jorro. E volto...

... volto armada com a mais suave arma construída com unhas, ferro e palavras. Te machuco e isto é bom. Cravo, arranho, espatifo. Faz bem para nós dois, não é mesmo?

São fronhas e dor e gritos abafados do mais doce amor. Sorrio. A lágrima que escorre é salgada, arde. Beijos sufocantes, apertos, esganos. Nos despimos, nos despedimos.

Te ligo, não ligo. Te chamo, reprimo. Te xingo, te bato, te odeio.


Te amo.

ø
ø
ø
ø
ø
ø

Não, isso não é amor. Isto é ser sadomasô. 

---

Ins-piração?

Ich tu dir weh - Rammstein

---

Um comentário:

Oi! Existem pessoas